Clichê

Sala Marília Pêra

Quem com ferro fere com ferro será ferido, e, como diz o ditado, a justiça tarda mas não falha. Por isso mesmo, já era mais do que chegada a hora e a vez de alguém acertar as contas com os clichês, fazendo um espetáculo que colocasse os pingos nos is.

Dizem que a vingança é um prato que se come frio, mas em CLICHÊ os espectadores podem esperar pelo calor do momento e altas doses de adrenalina, pois reza a lenda que LÚCIO MAURO FILHO não é flor que se cheire, nunca sobe num palco pra jogar conversa fora e adora jogar merda no ventilador…

E para comandar esse combate sem trégua contra os clichês ninguém melhor do que RUBENS CAMELO, que por N motivos de A a Z é o cão chupando manga quando se trata de colocar ordem nessa casa da mãe Joana, onde nem tudo que reluz é ouro.

E foi assim, movidos pelo X da questão de ver o circo pegar fogo que criamos este espetáculo, pois a bem da verdade, verdade seja dita, quando se trata de clichês da linguagem, a verdade nua e crua é ruim demais para ser mentira.
Marcelo Pedreira – autor


Elenco: Lucio Mauro Filho

Diretor: Rubens Camelo

Texto: Marcelo Pedreira

Iluminação e Ambientação: Paulo Denizot

Direção de Produção: Cintia Oliveira

Produção Executiva: Marcelo Chaffin

Assistente de Direção: Danilo Watanabe

Programação Visual: Rubens Queiroz

Assistentes de Produção: Luly Barbalho e Junia Pereira

Assessoria de Imprensa: Palavra Comunicação.

Operador de som: Leandro Lapagesse

Operador de luz: Marcos Bilé

Contrarregra: Paulo Ramos

Camareira: Solange Lima

Realização: Tudo de Bom Produções e Criatura Criativas Produções



12 comentários
  • Assistí no último sabado e conhecí o verdadeiro Lucio Mauro Filho. Fiquei impressionado com a riqueza do texto, a atuação impecável e o carisma que o Lucio Mauro Filho tem!
    Um espetáculo para quem tem bom gosto!
    Bom no início, perfeito no meio e com um final ESPETACULAR!!!
    Parabéns ao Lucio Mauro Filho!!!!

  • É sensacional! Podem ir, sem medo!

  • Eu assisti ao espetáculo e é impressionante como esse cara é bom. Estou fazendo a propaganda no meu orkut pra todos os meus amigos. Como já estou de volta a Pernambuco tenho um pedido a fazer: Cara, vem para Recife pelo amor de Deusssssssss. Tudo de melhor para vc. Bjuss pernambuco

  • Simplesmente sensacional. Parabéns ao autor do texto e parabéns ao Lúcio Mauro Filho, com uma atuação brilhante.
    Vou recomendar a peça a todos.
    Mais uma vez parabéns!

  • MELHOR QUE ISSO, SÓ DOIS DISSO!!!!

  • oii too indo assistir agora .. e esses comentarios me ajudaram muitooo.. amanha conto o que achei

  • Dps desses comentários , estou comprando meu ingresso agora !

  • Cátia Ferreira disse 5 de maio de 2011 às 0:12

    Adorei a entrevista exibida no último dia 03, noo Programa do Jô com o Bruno Mazzeo falando sobre a Peça Clichê, brincadeirinha, adoro o seu trabalho, estou doida paraa assistir a Peça, pena o horário, mas voou tentar ir na reestréia. Beijos, tudo de bom para ti….

  • Primo vc mandou muito bem….Sensacional a peça, e semana que vem eu vou de novo! Parabéns a todos1

  • Excelente!!! Parabéns, espero poder assistir denovo!!! ” Antes tarde do que nunca” huahuhauhauha

  • Que pena! O que seria original na peça clichê se tornou cliche, pois é muito parecida com a peça nao existem mulheres dificeis com o Marcelo Serrado na qual a adaptaçao é do proprio Lucio. Mas para quem nao viu esta com certeza iragostar de cliche.

  • oiii fiquei sabendo da peça e os comentários são ótimos!T
    Te ouvi falando na radio e me apaixonei de cara,
    quando os mineiros vao poder ver?
    Estou louca para ver !!
    Grande sucesso e parabéns!

Deixe seu comentário