Os 39 Degraus

Sala Marília Pêra

OBSERVAÇÃO: ATÉ O FINAL DO MÊS DE MAIO, PROMOÇÃO DE LANÇAMENTO COM
 50%  DE DESCONTO PARA TODOS, ÀS QUINTAS-FEIRAS, SEXTAS-FEIRAS E  DOMINGOS.    

Misture uma obra-prima do cineasta consagrado Alfred Hitchcock com um saboroso romance de espionagem, acrescente uma pitada de “Monty Python” (série cômica britânica) e experimente a peça 39 Degraus, escrita por Patrick Barlow.

Em 39 Degraus, Richard, um belo sedutor incorrigível, conhece a linda agente secreta, com sotaque alemão, Annabela Schimit (Fabiana Gugli). Encantado, ele a leva para o seu apartamento, onde ela é misteriosamente assassinada.

Esse acontecimento detona toda a trama de suspense policial. Richard, único suspeito, foge com a intenção de investigar as informações passadas por Annabela, salvar seu país e provar a sua inocência.

A história acontece em Londres e parte da Escócia, no período Pré Segunda Guerra Mundial. Durante a sua caminhada, o conquistador conhece uma moça chamada Pamela (Fabiana Gugli), que hora o denuncia, hora envolve-se amorosamente com ele e o ajuda durante as fugas.

A terceira personagem vivida por Fabiana é Margaret, uma caipira da roça escocesa. Por ter um affair com Richard, ela  o ajuda a fugir da polícia durante sua estada na escócia.


Autor: Patrick Barlow

Tradução/Adaptação: Clara Carvalho e Alexandre Reinecke

Elenco: Dan Stulbach, Danton Mello, Henrique Stroeter, Fabiana Gugli

Direção: Alexandre Reinecke

Direção Cenográfica: Cyro Del Nero (in Memorian)

Figurinos: Cássio Brasil

Iluminação: Paulo César Medeiros

Trilha Sonora: Daniel Maia

Direção de Movimento/Assistência de Direção: Carol Mariottini

Assistente de Cenografia: Caio Franzolin

Cenotécnico: Estevão Nascimento

Equipe de Cenotecnia: André Ferreira, José Hilton, Junior Dias, Joaquim Francisco da Silva

Serralheria: Francisco Rodrigues e Equipe

Equipe de Adereços: Fabio Nascimento,  Karina Jasmiau e Diego Moura

Direção Técnica: Giselle Said

Iluminador Assistente: Lucas Gonçalves e Darihel Souza

Equipe de Montagem de Luz: Jaime Rafael e Danilo Sam

Maquinista: André Ferreira

Contra-Regra: Vitor Emanuel e Sandro Lima

Camareiras: Ana Lares e Deborah Zatz

Microfonista: Edson Tavares

Operador de Luz: Lucas Gonçalves

Operador de Som: Bruno dos Reis

Assessoria Jurídica: Sergio D’Antino

Programação Visual: Erik Almeida e Vicka Suarez

Fotografia: Erik Almeida

Assessoria de Imprensa: Ney Motta 

Assistente de Marketing Cultura: Tamires Nascimento

Marketing Cultural: Gheu Tibério

Produção: Valdir Archanjo e Ubirajara Saide

Direção de Produção: Sérgio D’Antino

Produtores Associados: Dalva Abrantes, Marcos Mendonça, Marcos Amazonas e Sérgio D’Antino

Realização: Luzes Produções – Bottega D’Arte 2000 – Yuka Produções



15 comentários
  • Danielle da Costa disse 4 de maio de 2011 às 10:33

    Excelente peça. Criativa e o que mais me chamou a atenção foi que eles conseguiram se superar em todos os sentidos.
    parabéns para os atores e toda equipe.

  • Rogério França disse 12 de maio de 2011 às 16:25

    Oi eu assisti a peça e adoreeeei o elenco e a equipe tecnica estão de parabéns pois a facilidade de troca de cenário e de roupas foi sensacional, vcs parecem até os mecanicos de boXes de formula 1 kkkkk , Dan, Danton Fabiana e Henrique vcs estão de parabéns dei boas risadas com vcs, sucesso sempre .

  • Alguém tem o contato da produção desse espetáculo? Se sim, por favor, me manda no vini_vinicius@hotmail.com

    Muito obrigado!

  • monica marques disse 29 de maio de 2011 às 23:12

    Assisti hoje esse magnífico espetáculo e recomendarei a todos q encontrar. Fiquei enlevada pelo desempenho de todos e qual não foi o presente maior? O aniversário do Danton!! O parabéns especial pra ele (e pra mãe dele presente na plateia) e Muito sucesso a toda equipe! O meu muito obrigada pelo domingo maravilhoso.

  • Somos um casal carioca de 30 anos que adora um bom besteirol, porém, desta vez esperávamos assistir um obra do grande mestre de suspense. Nos surpreendeu que um ator do porte de Dan Stulbach se sujeita-se a fazer um texto tão fraco, um enrredo sem pé nem cabeça que jamais seria da autoria do Hitchcock! Lamentável mesmo. A nossa “sorte” é que fomos no domingo pagando preço promocional…
    ( sei que não vão colocar isto neste site, mas saibam que o boca a boca negativo é bem poderoso também.)

  • Claudia Vitoria disse 2 de junho de 2011 às 13:36

    A peça é imperdível. Hilária e com direção nota 10. Recomendo!

  • Fica difícil para o povo carioca ir ao teatro e ver uma boa peça com esses preços. Eu digo ” esses” – preços bem distantes da maioria.

  • Marah, nas quintas e sextas, todos pagam meia: R$ 39,00.

  • Gostaria de receber o contato da produção, alguém pode me enviar?
    mnmartins@clickon.com.br

  • VANIA MARIA DOS REIS FELIPE disse 14 de junho de 2011 às 18:46

    Amei a peça. Ainda não havia assistido uma peça de teatro- teatral, tão bem encenada. Adorei me diverti muito com a criatividade que inclusive faz a gente viajar junto com a trama. Me senti parte da peça e acabei confirmando que amo teatro.
    Valeu estão de parabens.

  • Moniza, estamos enviando sua solicitação para a produção de Os 39 Degraus

  • Rafael Sampaio Pincer disse 19 de junho de 2011 às 20:59

    Assisti a peça no dia 11/06. A qualidade e o profissionalismo do espetáculo são dignos de respeito. Entretanto, o que não é digno de respeito, é como o ator Dan Stulbach debocha da platéia na questão da meia entrada. Por que agredir o público com essa questão? Questione o poder público nos fóruns adequados! Um dia alguém vai se levantar indignado no meio da peça com toda razão diante de tal arbitrariedade. Atenciosamente

  • ADEMILDE PACHECO disse 24 de junho de 2011 às 21:35

    Preciso do contato da produção deste maravilhoso espetáculo. O mais rápido possível.

  • Ademilde, estou encaminhando sua mensagem com sua solicitação para a produção do espetáculo.

  • Suuuuuuuuuper recomendado!

    Só fera atuando!

    Parabéns a todos os que participam, mesmo por trás da cortina!

Deixe seu comentário