Pedras nos Bolsos

Sala Tônia Carrero

Vencedora do Prêmio Lawrence Olivier do teatro britânico, comédia irlandesa que foi escolhida uma das 10 melhores de 2010 reestreia no Teatro Leblon. Vencedora de inúmeros prêmios na Europa e nos Estados Unidos, a comédia Pedras nos Bolsos da atriz e escritora irlandesa Marie Jones é um divertido e instigante jogo de cena que nos revela uma crítica ao mundo do cinema. Com uma década de sucesso em Londres e inúmeras produções ao redor do mundo (inclusive na Broadway), o espetáculo estreou no Brasil em 2010, foi escolhida pelo jornal O Globo como uma das 10 melhores peças do ano e agora, depois de turnê pelo país, volta ao cartaz a partir do dia 14 de agosto no Teatro Leblon, sala Tônia Carrero. Direção de David Herman e o elenco formado pelos atores Luiz Furlanetto e Paulo Trajano. A ação de Pedras nos Bolsos se passa numa pequena vila no interior da Irlanda, onde um filme de Hollywood está sendo rodado. Recrutados como figurantes do filme, os moradores locais com suas histórias tornam-se os verdadeiros protagonistas da peça e aos estrangeiros cabe apenas o papel de coadjuvantes. Os figurantes Charlie e Jake vêem na indústria do cinema a possibilidade de ascensão social e financeira e acreditam que o estrelato é o caminho para a felicidade. De primeira, o que salta aos olhos é o seu espetacular jogo de atores. Quinze personagens são interpretados por apenas dois atores que se transfiguram em cena, sem tempo de trucagens, mudanças de figurino, caracterização, etc.. No golpe de um gesto, de uma voz, os personagens-atores apresentam suas facetas e virtuosismos. A montagem dirigida por Herman visa este lúdico jogo cênico das súbitas e constantes trocas de personagem como a base principal da sua expressividade. A peça é uma contundente sátira do mundo do cinema. A dramaturgia oferece um incisivo comentário sobre a invasão hollywoodiana, a suscetibilidade e astúcia dos nativos e o desejo universal de curtir, mesmo por um instante, a luz dos holofotes. Mas, acima de tudo, a peça oferece um antídoto à massificante força da mídia, que quer “criar o homem à Sua própria imagem”, afirmando que as pequenas, porém autênticas histórias humanas, ainda podem ser contadas. Vencedora do Prêmio Lawrence Olivier – Melhor Comédia Eleita uma das 10 melhores peças de 2010 por O Globo “Pedras nos Bolsos é uma deliciosa ocasião de se desfrutar o prazer de um espetáculo nada convencional, inteligente, que explora uma larga gama de emoções. Um presente para o espectador.” – Barbara Heliodora – O GLOBO “Luiz Furlanetto e Paulo Trajano se desdobram nas rápidas transformações a que são exigidos, segurando suas interpretações com domínio vocal e corporal num esforço que se manifesta com vigor e agilidade.” Macksen Luiz – JORNAL DO BRASIL “Triste, hilário e irresistível.” – THE LONDON SUNDAY TIMES “Pedras nos bolsos é um caso raro onde o texto funciona de forma tão ágil quanto a atuação, onde uma frase é tão evocativa quanto um gesto ou um olhar. Marie Jones é muito engraçada e suas observações das pressões num set de filmagem são certeiras.” – VANITY FAIR “Alegre, debochada comedia.” – ELLE “Fonte de alegria, risadas, lágrimas e deleite sem reservas.” – THE DAILY MAIL


Autor: Marie Jones Tradução: Ana Luiza Martins Costa e Laura Ronai Direção, Cenário e Trilha Sonora: David Herman Atores: Luiz Furlanetto e Paulo Trajano Iluminação: Wilson Reiz Figurino: Desirée Bastos Programação visual: Rita Ariani Assistente de direção e Som: Daniel Santamaria Assessoria de Imprensa: Ana Gaio Produção Executiva: Rogério Corrêa Coordenação Geral: Gustavo Ariani Idealização: Gustavo Ariani e Rogério Corrêa Realização: 3Tempos Produções Culturais



Nenhum comentário

Deixe seu comentário