Sassaricando

Sala Fernanda Montenegro

Há inúmeras maneiras de se registrar a história do Brasil. O jornalista Sérgio Cabral e a historiadora Rosa Maria Araújo escolheram a mais divertida delas: através das marchinhas de carnaval. São eles os idealizadores do musical ‘Sassaricando – E o Rio inventou a Marchinha’, que para fazer uma crônica da vida e dos costumes do país usa a brejeirice, o humor e a malícia. São apresentadas quase uma centena de canções produzidas, entre os anos 20 e 70, pela fina flor dos compositores brasileiros – nomes como Noel Rosa, Lamartine Babo, Haroldo Barbosa e João de Barro, o Braguinha. Tudo interpretado por um elenco que entende do assunto: Eduardo Dussek, Inez Viana, Alfredo Del-Penho, Beatriz Faria, Juliana Diniz, Pedro Paulo Malta e Pedro Miranda.

Responsáveis também pela direção geral, pesquisa e roteiro de “Sassaricando”, Cabral e Rosa Maria escolheram uma ficha técnica de primeira. Convidaram o consagrado Cláudio Botelho para assinar a direção cênica e Renato Vieira, a coreografia. Charles Möeller fez os cenários, enquanto Marcelo Marques e Paulo César Medeiros se ocuparam, respectivamente, dos figurinos e da iluminação.

A peça, que estreou em janeiro de 2007 no Teatro Sesc Ginástico e continuou sua temporada no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro, se tornou ao longo do ano o musical de maior sucesso de público e crítica da temporada carioca. Recebeu o “Prêmio Contigo!” na categoria “melhor musical nacional do ano” e o Prêmio Shell especial pelo trabalho de seus autores. Rosa Maria Araújo e Sérgio Cabral receberam o “Prêmio Faz Diferença” do Jornal O Globo, na área de música, e Rosa Maria foi eleita a personalidade cultural do ano pela Revista Veja Rio por seu trabalho como autora do Sassaricando. Foi escolhido também como a melhor produção do ano pela APTR, Associação dos Produtores Teatrais do Rio de Janeiro. Depois de passar durante duas semanas por São Paulo e cumprir temporadas em Niterói e Brasília, o musical voltou ao Rio e permaneceu entre janeiro e março de 2008 no Teatro Carlos Gomes, seguindo para sua turnê nacional pelas cidades de Salvador, Recife, Curitiba, Porto Alegre, Vitória, Belém, Manaus e Belo Horizonte. Em janeiro e fevereiro de 2009 voltou ao Rio em temporada no Teatro das Artes, no Shopping da Gávea, seguindo em seguida para São Paulo, onde cumpriu temporada em abril e maio, no Teatro Procópio Ferreira. Em Janeiro e fevereiro de 2010 iniciou uma temporada popular no Teatro Carlos Gomes, seguindo depois para uma pequena turnê pelas cidades de Natal, Goiânia e Ribeirão Preto. Em 2011 fez nova temporada pré-carnavalesca, também no Teatro Carlos Gomes.


Concepção, pesquisa e roteiro: Rosa Maria Araújo e Sérgio Cabral
Direção: Cláudio Botelho
Direção Musical e Arranjos: Luis Filipe de Lima
Coreografias: Renato Vieira
Cenário: Charles Möeller
Figurino: Marcelo Marques
Iluminação: Paulo César Medeiros
Visagismo: Beto Carramanhos
Projeto Gráfico: 6D Estúdio
Vídeos: Plano Geral Filmes
Produção: Tema Eventos Culturais

Elenco:
Eduardo Dussek, Inez Viana, Alfredo Del-Penho, Beatriz Faria, Juliana Diniz, Pedro Paulo Malta e Pedro Miranda
Banda:
-  violão de sete cordas (Luis Filipe de Lima / Thiago Prata);
- cavaquinho (Henrique Cazes / Alessandro Valente);
- bateria (Oscar Bolão/ Rafael Farina);
- set de percussão, com surdo, pratos e miudezas (Beto Cazes / Fábio Cazes);
- set de sopros, com flautas, saxes, clarinete e clarone (Dirceu Leite);
-  trompete e flugelhorn (Gilson Santos);
-  trombone (Fabiano Segalote)



8 comentários
  • Este espetáculo é contagiante, saudoso e engraçado…não me canso de assistir!

  • Alcinéia Garcia disse 13 de janeiro de 2012 às 12:57

    formador de platéias em Teatros Cariocas, voluntário por opção própria sem nenhum onus para os produtores indica esta peça por ser uma grande forma de conhecer os carnavais de nosso querido Rio de Janeiro, a Cidade Maravilhos de todos os tempos.

  • Heliana Marques disse 29 de janeiro de 2012 às 20:54

    Maravilhoso! Todos estão de parabéns! Autores e cantores. Divertido! Devia ter lugar para dançarmos ao som das marchinhas.

  • Sônia Maria de Souza Barros Freitas disse 29 de janeiro de 2012 às 22:16

    Maravilhoso!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Esse espetáculo é tudo de bom!
    Já assisti váriasa vezes, pretendo ver várias vezez mais e recomendo.
    Diverte desde a criança até ao idoso.

  • Aorei o espetaculo!!! Os atores sao incriveis!!! Parabens!!!

  • Eliane Maria de Souza Costa disse 19 de fevereiro de 2012 às 14:56

    Vi o programa de MARCHINHAS hoje, domingo de Carnaval na TV SENADO e fiquei emocionada, lembrei-me da minha mãe, da minha avó..e a evolução dos costumes no Brasil. Quando este show voltará a São Paulo ? E quando voltar, precisa de mais divulgação.

  • Prezada Eliane, não sabemos informar.

  • From: Weber Figueiredo
    Date: March 28, 2012 9:47:16 AM GMT-03:00
    To: Lista de discussao UERJXXI
    Cc: Reitoria
    Subject: Espetáculo Oficial da Cidade do Rio de Janeiro

    Ítalo Moriconi
    Parabéns, pela premiação, mais uma vez.
    Por favor, se você ou algum colega apoiar e tiver o email do Prefeito, ou do Secretario de Cultura, envie esta sugestão a ele.
    Precisamos reviver nossas raízes e nossa cultura popular.
    abs
    Weber

    Sr. Prefeito Eduardo Paes

    Sugiro que o belo espetáculo teatral SASSARICANDO (fora de cartaz, de Rosa Maria Araújo e Sergio Cabral pai) seja declarado Espetáculo Oficial da Cidade do Rio de Janeiro, ficando em cartaz o ano inteiro, para apreciação de turistas, visitantes, moradores, transeuntes, românticos, saudosistas, intelectuais, cientistas, estudantes, professores, vagabundos, prostitutas, idosos etc.

    Sassaricando for all !

    Weber Figueiredo da Silva
    Rio de Janeiro

Deixe seu comentário