Tudo é Tudo Nada é Nada

Sala Fernanda Montenegro

Aos 28 anos de carreira e com diversos prêmios como o de Melhor Ator 2012 no Prêmio Extra e no Prêmio Carioca do Ano organizado pela Veja Rio, Marcelo Serrado, sucesso na TV com os personagens Tonico Bastos de Gabriela, Crô de Fina Estampa, e também no teatro com o espetáculo “Não existe Mulher Difícil” que lotou as platéias de todo o Brasil, faz sua estreia comoautor com a comédia “Tudo é tudo e nada é nada”, onde também atua sob a direção de Rubens Camelo, que também estreia nesta função. O espetáculo que estreia dia 11/01 às 23h no Teatro do Leblon, mistura stand up e show de humor num espetáculo solo no qual Serrado brinca ao dizer que fala sobre o “nada” e ao “inventar” um novo gênero – comédia up da vida e do nada, ou não.

Na peça, Marcelo conta fatos do cotidiano, acontecimentos pessoais e observações particulares sobre a vida, as pessoas e as coisas através de histórias curiosas como a de quando foi morar na Inglaterra, as dificuldades e situações engraçadas enfrentadas na profissão de ator, e ainda uma paixão da adolescência. “Queria algo em que eu pudesse falar direto com a platéia, que fosse meu e tivesse a minha cara”, conta o ator que brinca ser “dramaturgo, cronista e o que mais vier”.

Com o nome retirado de uma frase dita por Tim Maia, chamado por Marcelo de filósofo, “Tudo é tudo e Nada é nada” busca, com despretensão, mostrar como situações distintas, aparentemente insignificantes, podem gerar fatos engraçados e divertidos, coisas reais que fazem a vida ser mais leve e bem humorada.

 

 


Texto: Marcelo Serrado
Direção: Rubens Camelo
Elenco: Marcelo Serrado
Iluminação: Paulo Denizot
Operador de som: Vinícius Moulin
Produção executiva: Priscilla Santos e Luciana Vieira
Administração: Marcelo Chafan
Produtores associados: Barata Comunicação e Twogether Entretenimento



Nenhum comentário

Deixe seu comentário