Vênus em Visom

Sala Marília Pêra

 

 

Depois do enorme sucesso na Broadway e de ganhar o prêmio Tony 2012, na categoria de melhor atriz, o espetáculo ‘Vênus em Visom’ estreia 17 de outubro no Teatro do Leblon, no Rio de Janeiro, com patrocínio da Vivo, por meio do projeto Vivo EnCena.

‘Vênus em Visom’ é um desses textos que traz uma respiração contemporânea cuja montagem só irá enriquecer o teatro brasileiro. Sendo David Ives dono de uma técnica dramatúrgica sem aresta, seu texto faz com que o espectador seja envolvido em uma viagem que somente o teatro em sua plenitude pode proporcionar.

Consagrada na Broadway, ‘Vênus em Visom’ foi indicada para o prêmio Tony 2012 de melhor espetáculo e teve a atuação brilhante de Nina Arianda laureada com o prêmio de melhor atriz, num elenco que ainda contava com o aplaudido Hugh Dancy ao seu lado.

O êxito da peça chamou a atenção do premiado diretor Roman Polanski, que adaptou ‘Vênus em Visom’ para o cinema e foi indicado ao Palma de Ouro do Festival de Cannes 2013.

Hector Babenco resume o espetáculo: “Uma farsante tosca e vulgar chega ensopada num teste de atriz, em que um diretor em fim de jornada será seduzido e abusado (atropelado) sem piedade por esta Vênus em Visão”.

Espetáculo integrante do projeto Vivo EnCena, iniciativa da Vivo para as Artes Cênicas, além da estreia no Rio de Janeiro no Teatro do Leblon, seguirá para São Paulo com estreia em março de 2014 no Teatro Vivo com circulação, oficinas e bate papos focados na aproximação do público com os artistas, em ações que vão além do espetáculo.

 

Sinopse

‘Vênus em Visom’ conta a história de uma talentosa jovem atriz determinada a protagonizar uma nova peça baseada num clássico, “Vênus em Visom”. Seu teste para o diretor e adaptador do espetáculo, se torna um eletrizante jogo que ultrapassa o limite entre fantasia e realidade, sedução e poder.


 

 

Texto: David Ives

Tradução: Daniele Ávila Small

Direção: Hector Babenco

Elenco: Barbara Paz e Pierre Baitelli

Direção de Produção: Cinthya Graber e José Carlos Furtado Filho

Cenário: Bia Junqueira

Figurino: Antônio Medeiros

Iluminação: Paulo César Medeiros

Projeto de som: Andrea Zeni

Relações Públicas/ Convidados: Liège Monteiro e Luiz Fernando Coutinho



Nenhum comentário

Deixe seu comentário