À Beira do Abismo me cresceram Asas

Teatro Fashion Mall - Sala 1

A peça teatral “À Beira do Abismo me Cresceram Asas”, com dramaturgia, direção e interpretação de Maitê Proença, depois de estrear no Rio de Janeiro, passou por São Luís (MA), Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR) e esteve em cartaz no Teatro FAAP e Itália, em São Paulo, por dois meses e meio em cada, sempre com enorme de público e crítica. Agora, em janeiro e fevereiro de 2014, o espetáculo retorna aos palcos do Rio de Janeiro para duas curtíssimas temporadas, uma no Teatro Carlos Gomes, a partir de 09 de janeiro, e a outra, em seguida, no Centro Cultural João Nogueira – Imperator.

 

Entre o encerramento da temporada de SP e a reestreia em solo carioca, o espetáculo pegou a estrada e aportou em quatro grandes cidades do país: Natal, Recife, Belo Horizonte e Brasília. Em recife, Maitê também participará da Fliporto.

 

Em 2014, outras 12 capitais receberão esta duplas de velinhas, já conhecidas em todo o país. As cidades que receberão o espetáculo serão: Cuiabá, Palmas, Manaus, Belém, Nordeste, Teresina, João Pessoa, Recife, Maceió, Aracajú, Salvador e Campo Grande. Além, é claro, das temporadas populares, já ditas acima, em duas das melhores casas de espetáculos do Rio de Janeiro.

 

Com um texto poético, repleto de emoção e bom humor, a montagem leva o público às gargalhadas com os diálogos entre Terezinha (Maitê Proença) e Valdina (Clarisse Derzié Luz). Sem as máscaras habituais da juventude, sem qualquer cerimônia, as personagens falam sobre qualquer assunto – sexo, diferenças entre homens e mulheres, abandono, o lado bom e o ruim de cada situação.

 

Embora diferentes na personalidade, Terezinha (86) e Valdina (80) têm em comum a praticidade dos que aprenderam a simplificar a vida, já que não há tempo para complicá-la. Valdina leva o dia a dia com otimismo, sem nostalgias, mas não se engane, ela carrega um grande segredo. Terezinha é de temperamento carrancudo, ainda que bem resolvido.

 

Maitê Proença criou o texto que faz refletir sobre o tempo, as emoções da vida, a solidariedade e a importância de compartilhar, em um misto de humor e delicadeza.

 

 

 


Autora: Maitê Proença

Ideia original: Fernando Duarte

Supervisão Direção: Amir Haddad

Direção: Clarice Niskier e Maitê Proença

Elenco: Maitê Proença e Clarisse Derzié Luz

Cenário: Cristina Novaes

Desenho de Luz: Jorginho de Carvalho

Figurinos: Beth Filipecki

Trilha Sonora: Alessandro Perssan

Direção de Movimento: Angel Vianna

Preparação Vocal: Rose Gonçalves

Assistentes de iluminação: Daniel Galván

Assistente de Figurino: Edy Galvão

Confecção de Figurinos: Atelier de Costura – Edy & Ga

Assistente de Cenografia: Dina Levy

Assistente de Movimento: Marina Magalhães

Fotografia: Renata Dillon (estúdio) e Paulo Kossatz (de cena)

Visagista: Cristiane Vicente 

Maquiagem: Fabíola Gomez

Operador de Luz: Russinho

Operador de Som: Roberto Silva

Diretor de Cena: Lucia Martinusso

Camareira: Nájala Nascimento

Produção executiva e administração: Marcela Epprecht

Coordenação de Produção: Bianca de Felippes

Realização: M. Proença Produções Artísticas 

 



Nenhum comentário

Deixe seu comentário