Caderno de Memórias

Sala II

Uma bela mulher entra no pequeno apartamento de um jovem e bem sucedido advogado. Dizendo estar à procura de outro homem, ela acaba por penetrar violentamente em sua organizada vida, causando-lhe transformações antes insuspeitas. Com a ação transcorrendo apenas três dias, esse inusitado casal percorre a trajetória amorosa do homem das grandes metrópoles do mundo. Um homem em crise com os valores agregários de uma civilização que vive o desequilíbrio com a norma. Caderno de Memórias é uma história sobre a dificuldade de um homem e uma mulher se entregarem ao amor, ao outro, sem abandonar a solidão que os constitui. São pessoas completamente diferentes que se vêm atraídas pelo seu avesso, pelo o que não são, e travam uma batalha para se possuírem. O que se coloca para eles é como conseguir o objeto do seu desejo sem ao mesmo tempo aniquilá-lo.  Aí está o sentido da peça, como preservar o outro e a si quando o desejo amoroso pede para que o que é dois se transforme em um. O medo da solidão a que estamos destinados inexoravelmente os impele ao acasalamento, numa tentativa vã de remediar o irremediável, o caminho solitário. O consagrado Jean Claude Carrière, nessa bela história, carrega a marca de sua escrita nunca óbvia, impregnada de significados que reconhecemos como próximos, mas nunca regional. O texto de Carrière e a performance da talentosa atriz Dira Paes são motivos e garantias de um belo e comovente espetáculo.

TRILHA SONORA:

O passeio musical

Um texto tão francês quanto o do Carrière (até parisiense, eu diria), fez-me, desde que convidado para  fazer um desenho sonoro para o “Caderno de Memórias”, pensar no óbvio: músicas francesas.  Mas só nelas (já não tão óbvio). E assim o fiz depois de mergulhar em muitos e muitos CDs. Porém com um detalhe depois de algumas reflexões enquanto ouvia: basicamente só músicas da terra de Piaf e Ravel, compostas e pensadas (afinal, são franceses) por pessoal mais jovem. Um som a serviço de um texto e de um espetáculo que são conceitualmente isso. Logo, nada de meus amados Piaf, Brel, Barbara, Trenet, Greco etc…

Meu nado, digamos, neste oceano musical, foi pelos sons ofertados por Benjamin Biolay (tanto cantando um dueto, por exemplo, com Chiara Mastroiani quanto orquestral – grande orquesta ou um delicado piano solo), por Raphael (vocal e instrumental) e por Adrienne Pauly (uma jovem cantora de perfil bem francês e bem particular). Tristemente, deixei de lado o Alex Beaupain e o Thomas Fersen, de quem tanto gosto. Mas…

Para não dizer que não fiz concessões (e com o maior prazer), usei Offembach (a Barcarolle dos “Contes de Hoffmann”), com um tratamento diferente, e Satie (uma Gnossienne com tratamento jazzistico pelo trio do Jacques Loussier).

Pelo menos para mim, foi um passeio muito agradável cujo resultado, penso, ter-se adequado bem ao texto e ao espetáculo

Marcos Ribas de Faria


Autor: Jean Claude Carrière
Tradução:
Alexandre Heineke
Direção: Moacyr Góes

Assistente de direção e Preparação Corporal: Leon Góes
Elenco:
Dira Paes, Otto Jr.
Cenários:
Helio Eichbauer
Figurinos:
Luciana Buarque
Iluminação:
Adriana Ortiz
Trilha Sonora:
Marcos Ribas
Projeto Gráfico:
Cubículo – Fabio Arruda e Rodrigo Bleque
Fotos:
Renata Dillon
Assessoria de imprensa:
Projeto Paralelo Comunicação (Lu Nabuco e Marcelle Braga)
Produção Executiva:
Marco Aurélio Monteiro
Direção de Produção:
Ecila Mutzenbecher
Realização:
Latiffa Produções Culturais Ltda (Teatros.Art)



30 comentários
  • Já fui assistir e gostei muito. A atuação dos atores é excelente!
    O motivo da mensagem é saber que músicas são tocadas na peça. Poderia informar? A trilha é excelente!!!!
    Grata

  • Tambem assisti e adorei.A Dira Paes está excelente e Otto tambem!
    A trilha musical é fenomenal e gostaria de saber que músicas são tocadas na peça. Poderia informar? Obrigada.

  • Juliana Vansan disse 26 de abril de 2010 às 9:38

    Gostaria de saber se e quando esta peça vem para São Paulo. Adoraria ver, conheço Carriere apenas como crítico de cinema, gostaria de ver encenada uma obra de ficção.
    Obrigada!

  • Devemos chegar em São Paulo em agosto.

  • A trilha sonora da peca e maravilhosa, sera que alguem poderia colocar os titulos das musicas??? Valeu, abs!

  • Acabei de chagar em casa após assistir ao expetáculo, que achei excelente.
    A trilha de Marcos Ribas é impecável e gostaria muito que fossem listados os nomes das músicas que compõe esta trilha que casou tão perfeitamente ao texto.

  • Por favor, coloquem a lista com as músicas utilizadas nesta trilha impressionante, que casou muito bem mesmo com o lindo texto.
    Parabéns!

  • Adorei a peça e principalemente o vestido branco com o cinto de couro, gostaria de saber onde posso encontrar o “modelito” ?! rs
    Obrigada
    Carla Veiga

  • Adorei a peça e recomendo ! Os atores estão ótimos e a produção fez um excelente trabalho. Trilha sonora espetacular ! Parabéns pessoal !

  • Mais um apelo pela divulgacao dos titulos da trilha sonora…Libera ai gente! Custa nada! :-)

  • PARABÉNS!! Muito boa a peça.

  • Michael de Alexandria disse 28 de maio de 2010 às 19:35

    assisti a peça e gostei bastante….
    gostaria de saber o nome das musicas……

  • O autor da trilha escreveu um pequeno texto sobre as música, indicando-as.
    Está no site, clicando em cima da peça.

  • Luiz Felipe Veras disse 7 de junho de 2010 às 10:44

    Adorei a peça, simplesmente espetacular!
    Trilha sonora, texto, utensílios de palco, atuação dos atores, tudo cria um clima ótimo. Fui assistir à peça no dia 05 de junho, encarei uma forte chuva, mas realmente valeu a pena.
    Parabéns! Excelente espetáculo!

  • Obrigada! Vamos enviar para os atores, pois eles ficam super contentes comn a aprovação do público.
    Abs,

  • Gostaria de saber como entro em contato com a produção do espetáculo para trazê-lo para a minha cidade!.

    Obrigada

  • Adorei o texto de Carrière, a atuação de Dira e de Otto e as músicas slecionadas por Marcos Ribas me ajudaram a mergulhar na peça e prolongar minha viagem (havia retornado de Paris há duas semanas!)

  • Boa noite, Fabíola
    O grupo Teatros.Art, é o responsável pela produção do espetáculo.
    Qual é a sua cidade e como fazemos para apresenta-lo aí?
    abs,

  • Cidade de Vitória no ES. por favor nos passe o contato pelo email fabiola.mozine@gmail.com para poder passar mais detalhes do projeto. Obrigada!

  • Simplesmente perfeita a peça. Vi ontem a apresentação que foi feita no festival de inverno de Nova Friburgo. A atuação de Oto Jr. muito boa e a da Dira Paes nem se fala. A peça tem um enredo muito marcante, a trilha sonora é muito boa,nos faz remeter mesmo a Paris. Excelente Parabéns

  • A peça é maravilhosa, a Dira Paes é uma excelente atriz.
    Falei com ela depois da peça, ela é muito simpática, simples pra caramba.
    Eu queria saber como eu faço para manter contato com ela.

    Parabéns para toda a equipe.

  • Nossa, peça maravilhosa! elenco, texto, produção e trilha sonora!
    Sucesso, ; )

    sãoluis-ma

  • Atuações perfeitas, história de amor surreal e trilha sonora tocante. Valeu!
    São Luís-MA.

  • adorei a peça!!
    assisti aqui em São Luis numa grata surpresa
    gostaria de saber quais as músicas (nomes) que foram tocadas
    a trilha sonora é um espetáculo à parte
    Vanise

  • Cynthia Kelsiane disse 30 de setembro de 2010 às 14:42

    nossa! adorei a peça!
    assisti aqui em fortaleza e…
    me surpreendeu!
    os atores conseguiram uma química maravilhosa no palco!
    tb gostei muito da trilha sonora, e como vi q tem bastante pessoas interessadas, assim como eu, será q não teria como postar o nome das músicas?
    (apenas com o nome dos músicos q o responsável pela trilha colocou ali em cima, não consegui achar…)
    Desde já, agradecida por trazerem o espetáculo pra minha cidade!

  • Acabo de sair da peça e, pra resumir: maravilhosa atuação de Dira Paes, texto franco e bem traçado (fundo, verdadeiro e bem humorado) e música impecável!

    A propósito: onde consigo (ou como pesquiso) esta maravilhosa trilha sonora?

    beijos,
    Patrícia

  • Ecila, não achei o site com o pequeno texto sobre as musicas, com a indicação..
    pode me ajudar?
    Parabéns pelo conjunto da obra!
    Excelenteee conjunto!
    Realmente ali o teatro aconteceu!
    Parabéns todos os envolvidos.

  • Adorei a peça aqui em Manaus. As músicas maravilhosas. É possível adquirir as músicas CD? Parabéns toda a equipe. Abraços!!!

  • Alexssandra Domingues disse 22 de janeiro de 2011 às 1:02

    Quero muito o CD da trilha sonora … aonde compra-lo e qual o nome ??

  • Alessandra, não temos um CD com a trilha, mas se você entrar no nosso site, em TeatroFashionMall, + informações, chega ao histórico das peças e em 2010, vai achar o Caderno de Memórias. Lá tem uma descrição e indicação das músicas apresentadas no espetáculo.
    São realmente lindas!

Deixe seu comentário