Chapeuzinho Vermelho

Teatro Fashion Mall - Sala II

Todos os grandes textos da literatura universal, sobrevivem até os dias atuais devido à sua qualidade dramaturgica. Por serem textos universais, até hoje a platéia consegue se identificar com os personagens, pois os sentimentos são os mesmos.

“Chapeuzinho Vermelho” fala da trajetória de uma criança por um caminho desconhecido. Lá, ela encontra o Lobo Mau e se torna necessário enfrentá-lo sozinha, enfrentando assim, seu próprio medo.

Nossa Chapeuzinho não é como as mocinhas dos contos de fada, diferente da Cinderela e da Branca de Neve, Chapeuzinho Vermelho desobedece a sua mãe
de vez em quando, como toda criança levada. É claro que ela quer comer os doces antes de chegar à casa da vovó, mas prefere esperar, pois aprendeu a importância de se ter paciência.

É uma história muito inocente, mas o suficientemente profunda para reunir todos os arquétipos infantis como o medo, a superação deste, a mentira, o desconhecido, a coragem e o poder de acreditar que sua mãe não quer
impedi-la de brincar, apenas quer o melhor para ela. A nossa Chapeuzinho mostra o que é certo e o que é errado sem ensinar com como uma lição de
moral, mas brincando. Ela só pode perceber seus erros porque erra. É uma heroína imperfeita, pois é humana. E é assim que apostamos que nossas
crianças vão aprender: brincando com a fantasia, as lições da realidade em que vivem.

 


Texto e direção : Pitty Webo

Elenco: Pitty Webo, Kadu Moratori e Heloisa Migliavacca

Ilustrações: Marilena Saito

Fotos: Patrícia Lima

Cenário, figurino e trilha sonora: Pitty Webo

Cenotécnicos: Kadu Moratori e Leandro Mariz

Preparação Vocal Pitty Webo: CTMLA – Centro de Tecnologia  Musical

Luciano Alves

Iluminação: Kadu Moratori

Produção: Claudio Tizo



Nenhum comentário

Deixe seu comentário